sábado, 3 de dezembro de 2011

Que coincidência é o amor

Pra que mentir
Fingir que perdoou
Tentar ficar amigos sem rancor
A emoção acabou
Que coincidência é o amor
A nossa música nunca mais tocou

Pra que usar de tanta educação
Pra destilar terceiras intenções
Desperdiçando o meu mel
Devagarzinho, flor em flor
Entre os meus inimigos, beija-flor

Eu protegi o teu nome por amor
Em um codinome, Beija-flor
Não responda nunca, meu amor
Pra qualquer um na rua, Beija-flor

( Cazuza - Codinome Beija-flor )

9 comentários:

Ufanisi disse...

"Tentar ficar amigos sem rancor..."
Acho que essa é a parte mais difícil. Sempre!

Marcos jesus disse...

Acho que Deus adora ironia. assim como eu.

♥♥♥Ani♥♥♥ disse...

Bom dia Sara

Essa letra é maravilhosa...

"A emoção acabou, que coincidência é o amor..."

Lindo!

Beijos e um bom domingo.
Ani

Luna Sanchez disse...

"Você sonhava acordada
Um jeito de não sentir dor
Prendia o choro e aguava o bom do amor...


Linda!

Beijos.

disse...

gosto muito dessa musica!!!
tava com saudadesss

beijos

Daniela disse...

cazuza e suas verdades em versos .

Adoroo ! Um Beijo :)

FelisJunior disse...

olá!a emoção acabou...não existe mais amor...oras,findou!
Boa semana!

FelisJunior disse...

...olá! Obrigado pelo comentário carinhoso em meu blog!Só que eu queria tirar um dúvida? Vc se cadastrou(fez login) em meu blog? Segundo seu "coments",sim! Mas, nw acho, rsrs! Na verdade, estou com um pequeno problema no meu gadget de seguidores, por isso, vim confirmar.
Obrigado!
Bom final de semana!

Natália Rocha disse...

"A nossa música nunca mais tocou..."

Que linda, velho! Cazuza, meu poeta!